19 dezembro 2008

O autor é o Valter Hugo Mãe.

Ele disse-me.
Eu gostei.

1 comentário:

corpo visível disse...

.
é algo de tão extraordinário para se escrever que não podia passar por autor anónimo. risos.
.